Moradores dos distritos em Itapecerica pedem por mais segurança

Situação em Neolândia, por exemplo, preocupa os cidadãos

16/03/2017

 

Danilo Moreira

 

No início desta semana, durante a reunião ordinária dos vereadores na Câmara Municipal de Itapecerica, o espaço da Tribuna Livre recebeu dois moradores do distrito de Neolândia. O teor das falas era semelhante: a insegurança que assola os moradores não só deste distrito, mas também em Lamounier e Marilândia, além das comunidades rurais.

 

O cidadão Gilson Santos, nascido em Neolândia, relatou que há pelo menos duas semanas consecutivas assaltos à mão armada preocupam os moradores do local. “Tem pessoas que já não saem mais de casa durante a noite por medo de ir à rua. Nossas crianças já não estão mais brincando na rua”, observou.

 

Já o cidadão Reginaldo Rodrigues, morador da comunidade há 14 anos, afirmou que ali “a população vivia tranquilamente, em um lugar pacato”. A atual situação, porém, é bem diferente. “Os distritos estão ao bel prazer. Não há segurança. Não se vê uma viatura, não se vê algo para trazer para a população um pouco de segurança”, concluiu.

 

Os moradores pediram por soluções a estes problemas, citando “policiamento”, “algo que possa ajudar a população” e “uma garantia para a comunidade de que há alguém zelando por todos”. O presidente da Câmara, vereador Zezé Mariano (PSB) afirmou, após o término das falas, que tais relatos seriam repassados ao Executivo municipal.


VOLTAR